top of page
TIPO_CITY_BLUE-01-01.png

Blog

Quer aprender um pouco mais sobre o universo da cerâmica e alvenaria?

 

Bem-vindo ao nosso blog

Análise do Potencial de Desempenho Térmico de Diferentes Tipologias de Blocos Cerâmicos



RESUMO

Com a norma brasileira ABNT NBR 15.575, de Edificações habitacionais — Desempenho, o setor da construção civil passou a observar mais atentamente todos os componentes utilizados na execução de alvenarias. Sendo assim, a escolha desse tipo de componente deve abranger diversos critérios de desempenho, dentre os quais o desempenho térmico, quando é comum surgirem dúvidas sobre qual tipologia adotar no universo de configurações e dimensões diferentes encontradas no mercado nacional. Nesse sentido, embora o desempenho térmico da edificação seja o resultado da interação de todos os elementos e componentes, a referida norma apresenta um método simplificado que permite verificar se as paredes externas e a cobertura atendem a um critério de desempenho “Mínimo”. Com base neste critério, este artigo foi desenvolvido com o objetivo de caracterizar o potencial de desempenho de diferentes tipologias de blocos cerâmicos encontrados no atual mercado. Para isso, foram efetuados os cálculos de resistência térmica, transmitância e capacidade térmica, do componente bloco/tijolo, de diferentes tipologias, conforme a norma brasileira ABNT NBR 15.220-2 e resumidos em uma tabela comparativa. Concluiu-se que dois dos blocos avaliados atendem aos parâmetros de transmitância térmica e capacidade térmica sem a necessidade de acréscimo de revestimento.


Palavras–chave: Resistência térmica, Inércia térmica, Transmitância térmica, Capacidade térmica, Material de construção, Blocos cerâmicos, Tijolos cerâmicos.

ABSTRACT

With the Brazilian standard ABNT NBR 15.575, the civil construction sector started to observe closely all the components used in the construction of masonry. Therefore, the choice of this type of component must cover several performance criteria, among which thermal performance, when it is common to have doubts about which typology to adopt in the universe of different configurations and dimensions found in the national market. In this sense, although the thermal performance of the building is the result of the interaction of all the elements and components, the referred standard presents a simplified method that allows verifying if the external walls and the roof meet a “Minimum” performance standard. Based on this standard, this article was developed with the objective of characterizing the potential of different types of ceramic blocks found in the current market. For this, the thermal resistance, transmittance, and thermal capacity calculations of the block / brick component, of different types, were carried out, according to the Brazilian standard ABNT NBR 15.220-2 and summarized in a comparative table. It was concluded that two of the evaluated blocks meet the parameters of thermal transmittance and thermal capacity without the need for additional coating.


Keywords: Thermal resistance, Thermal inertia, Thermal transmittance, Thermal capacity, Building material, Ceramic blocks, Ceramic bricks.

1 INTRODUÇÃO

Para a avaliação do desempenho térmico de edificações pelo método simplificado da Norma NBR 15.575-4, para paredes expostas, adota-se como indicador o parâmetro “Capacidade Térmica”, além da “Transmitância Térmica”, terminologia utilizada na norma para o “Coeficiente Global de Transferência de Calor”, parâmetro adotado em países de clima frio, para limitar as perdas de calor pelos sistemas de calefação, sem levar em conta a inércia térmica das edificações. Em países como o Brasil, onde predominam situações de conforto térmico que devem ser equacionados para condições de verão, principalmente sem o uso de sistemas de ar-condicionado, é importante considerar a contribuição da inércia térmica da edificação para a otimização do seu desempenho térmico. Isto pode ser contemplado em uma avaliação simplificada, adotando-se como indicador desse potencial, a Capacidade Térmica das paredes (AKUTSU, 1998). Em resumo, pode-se caracterizar o potencial de desempenho térmico de paredes nas diversas regiões climáticas do Brasil, pela verificação dos valores de Transmitância Térmica e de Capacidade Térmica, tendo como referência os valores limites apresentados na Norma NBR 15.575-4.

Ao se analisar regiões de grande amplitude da temperatura do ar, “a inércia térmica tem sido utilizada milenarmente como estratégia de condicionamento passivo de edifícios visando a obtenção de condições térmicas adequadas ao ser humano (…)” (AKUTSU; BRITO; CHIEPE, 2012, p. 1). E para se obter uma maior inércia térmica, recomenda-se o uso de componentes com maior capacidade térmica, entretanto há situações em que o acréscimo de elementos com maior resistência térmica possibilita o aumento da inércia térmica (BRITO, 2015).


Tendo em vista a relevância de componentes de maior resistência térmica na otimização do aumento de inércia térmica da edificação, o presente artigo tem como objetivo apresentar por meio de cálculos, conforme método descrito na norma brasileira ABNT NBR 15.220-2, que a tipologia (desenho) de um bloco/tijolo cerâmico influencia diretamente na sua resistência térmica final.




 

A Cerâmica City conta com mais de três décadas em qualidade e tecnologia de seus produtos, são blocos cerâmicos ideais para os sistemas de alvenaria estrutural, atendendo em nível superior todas as exigências estabelecidas pelas principais normas de desempenho.

7 visualizações0 comentário
bottom of page